Diante da inflação e, consequentemente, do aumento nos custos dos motoristas, o aplicativo 99 Pop implementou algumas medidas para beneficiar seus colaboradores. Tais novidades visam aumentar o ganho dos motoristas nas suas viagens e terão uma implementação por completo em todo o país.

Medidas implementadas pelo 99 Pop

Para todas as sextas-feiras do mês de fevereiro, de 16h às 22h, o aplicativo 99 Pop implementou a campanha 99 Taxa Zero. Com isso, a plataforma zerou as taxas que são cobradas aos motoristas, devolvendo a eles todo o valor ganho nessas corridas. Além disso, um ponto interessante é que a ação será começara a valer para todas as cidades em que a plataforma está presente.

Em adição a esta redução, o app também afirma que em 2022 em São Paulo haverá um reajuste de 8% no ganho dos motoristas, que corresponderá a R$1,35 por km. No entanto, esse ajuste será apenas para os motoristas parceiros e, de acordo com o aplicativo, será subsidiada pela empresa e não pelos preços das corridas. Porém, junto a isso, o novo valor mínimo das corridas passará a ser R$6,50.

Outra novidade é o programa Mais Ganhos 99. Nele, uma das medidas consiste na “Taxa de Congestionamento”, onde o motorista que estiver mais de 5 minutos parado ou andando em baixa velocidade ganhará um valor por minuto, durante 15 minutos. No entanto, a taxa só é aceita em horário de pico e só poderá ser recebida 4 vezes por dia. Além disso, só será implementada em algumas cidades, podendo variar o seu valor em cada município.

Por último, criou-se a taxa “Ganho por Deslocamento”. Essa taxa beneficia o motorista que viaja mais de 2 km para atender uma chamada, podendo receber um valor a mais que varia de acordo com a distância. Entretanto, o valor máximo que poderá receber é de 10 reais e essa medida também não se aplica a todas as cidades brasileiras.

Por que estas mudanças?

O aplicativo afirma que acompanhou a inflação, havendo um ajuste já em 2021 para os motoristas que passaram a ganhar 25% em vez de apenas 10% dos valores das corridas. Contudo, as novas medidas visam beneficiar os motoristas do aplicativo frente ao considerável aumento nos preços dos combustíveis. Em complemento a isso, o custo de compra e aluguel também subiu, bem como os valores das corridas de transporte por aplicativos em geral.