A partir desta quinta-feira (18) a Uber lança a ferramenta U-Áudio em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Por meio do recurso, usuários e motoristas parceiros podem gravar o áudio de uma viagem dentro da plataforma e usar o arquivo para reportar qualquer acontecimento em que tenham se sentido desconfortáveis.

A ferramenta, que foi lançada como piloto em algumas cidades em fevereiro, pode ser acessada agora em Curitiba por meio dos recursos de segurança que aparecem no aplicativo durante uma viagem. Após o encerramento da viagem ou por meio do histórico, tanto o usuário quanto o motorista poderão relatar um incidente de segurança e anexar o arquivo com o áudio. Este conteúdo é criptografado, permanece armazenado no dispositivo de quem fez a gravação e não pode ser acessado por ninguém. A Uber só poderá acessá-lo se ele for compartilhado por usuário ou motorista como parte do relato.

Uma vez enviado aos agentes de atendimento da Uber, a gravação de áudio será analisada e usada para ajudar a entender o incidente reportado. A gravação pode auxiliar no processo de tomada de decisão para a desativação do motorista ou usuário que tenha tido interações inadequadas de acordo com o Código de Conduta da Uber. O conteúdo permanece no celular por sete dias e é deletado automaticamente após esse período.

O arquivo também poderá ser usado para ajudar em investigações ou ser compartilhado com as autoridades, de acordo com o devido processo legal. Ao mesmo tempo, a proteção da privacidade dos envolvidos é levada muito a sério em todo o processo. Todos os usuários e motoristas serão informados que o recurso está disponível e que eles podem estar sujeitos à gravação de áudio. Além disso, somente a Uber tem a chave para descriptografar o arquivo e isto só pode ser feito após a denúncia com o envio do áudio. A gravação não pode ser ouvida no dispositivo do usuário ou motorista, nem compartilhada com terceiros, apenas com a Uber.